terça-feira, 23 de agosto de 2011

O homem da ficção científica

Foto: Tiago Lermen


A coletiva do americano Nick Montfort foi além das palavras. O poeta, cientista da computação, professor associado do Massachusetts Institutde of Technology (o famoso MIT) falou sobre obras de ficção interativas em novos formatos para a internet e mídias digitais e mostrou no computador como elas funcionam. Ele participará nesta quarta da conferência "Literatura e imaginário no século 21", na programação do 10º Seminário Internacional de Pesquisa em Leitura e Patrimônio Cultural, com o tema "Culturas, Leituras e Interações: das comunidades orais às redes sociais", das 8h30 às 9h30, no auditório do Iceg (prédio B5), Campus I.


Há anos ele experimenta novos formatos interativos, levando a literatura a outros suportes e modalidades. Ele define ficção interativa como uma forma específica de literatura eletrônica desenvolvida no computador, com interface com os games. Para ele, no Brasil a referência mais forte de ficção interativa é a poesia concreta. “Existem espaços para trabalhar com idéias literárias em um conceito de videogame. Se eu entender como ação, combate, espetáculo, o videogame é a alternativa para entender melhor a perspectiva dos personagens e o uso das palavras.” Nick elogiou o trabalho da Jornada por abrir espaço para discussões de novos formatos e ofereceu o endereço do seu site para quem estiver interessado em saber mais sobre o assunto: nickm.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário